quinta-feira, 22 de junho de 2017

SER A VIDA

Viver a vida e ser feliz.
Pensar na vida
Amar a vida
Sonhar a vida
Brincar a vida
Ser a vida.

sexta-feira, 26 de maio de 2017


1

Posso morrer agora
Agora já posso ir embora.
Eu vou
Eu já ouvi vc dizer o que eu queria ouvir
Posso morrer.
Posso agora
Eu vou, quem sabe agora?



2

Eu quero pedir perdão
Eu quero pedir uma pinga
Eu quero esquecer tudo o que eu fiz
Eu quero esquecer tudo o que eu falei
Eu quero esquecer tudo o que eu sinto
Eu preciso dizer que te amo.
Eu preciso ir embora
Antes que vc me perdoe.



3


Boa noite!
Boa sorte!
Boa vida.
Bom apetite!
Bom sonho!
Que sono!
Que pena que não tem nada aqui!
Boa noite, segue a vida em anexo.

sábado, 13 de maio de 2017

Difícil

É difícil sentir o que eu sinto.
É difícil saber o que eu sei.
Ė difícil pensar o que eu penso
É difícil falar tudo o que eu falei.
É difícil ouvir tudo o que eu ouço
É difícil ser quem eu sou.
É difícil compreender as coisas a minha volta.
É difícil decidir o que é preciso.
É difícil viver como eu vivo
É difícil caminhar o meu caminho
É difícil ver o que eu vejo
É difícil aceitar o que eu aceito.
É difícil ter tudo o que eu tenho.
É difícil viver!

Vergonha e medo.


Vergonha,
Eu tenho vergonha.
De falar as coisas que falo
De pensar o que penso
De querer o que eu quero.
Eu tenho
Tenho vergonha
do meu cabelo
da minha voz
das minhas manias
do meu medo de falar
do meu medo de cantar
do meu medo de errar.
Eu tenho medo e vergonha
Eu tenho vergonha de ter medo
Eu tenho medo da vergonha que sinto.

segunda-feira, 6 de março de 2017


Eu andava,
Eu caminhava,
Eu duvidava.

Eu sorria
Eu sofria
E me dividia.

Eu amava
Eu me apaixonava
Eu chorava

Eu comia
Eu dormia
Eu de noite
Eu de dia.

Eu bebia
Eu sorvia
Eu me perdia

Eu cantava
Eu dançava
Eu era feliz
Eu aprendia

Eu trabalhava
Eu brincava
Eu gargalhava


Eu acho isso tudo muito bom!

Felizes assim


EU GOSTO DE OLHAR PRA ESTA FOTO.
EU ME LEMBRO DO DIA E DA HORA,
FOI TÃO BACANA!
FOI UM DIA FRIO E ALEGRE
E EU ESTAVA MORRENDO DE CALOR.
EU TAVA DE CAMISETA E TODO MUDO
ENCAPOTADO.
VENTAVA E EU ME REFRESCAVA, ENQUANTO TODO MUNDO SE ENCOLHIA.
EU CONTINUO DIFERENTE DE TODO MUNDO
EU AINDA MORRO DE CALOR.
MAS SOMOS FELIZES ASSIM.

quarta-feira, 21 de dezembro de 2016

O poeta sangra

A primeira palavra é a mais difícil de se dizer.
A primeira frase é a mais sofrida.
O primeiro verso é sempre o mais apaixonado
O primeiro poema é um parto.
A poesia é uma criança recém-nascida
Cuidado! Ela é muito sensível
Trate bem um poeta
Nunca o ignore
O poeta vive a sua solidão
O poeta sangra todos os dias.

domingo, 27 de novembro de 2016

Eu pensei que eu podia.
Mas eu não posso
Eu pensei que eu te amaria um dia.
Eu esqueci-me da primavera
E ela esqueceu-se de mim.
Agora eu preciso esperar o verão terminar
O outono vai passar
Eu posso morrer em paz no inverno.
Por que a gente é assim?
Por que é que as incertezas nunca tem fim?
Eu inventei palavras que já existiam.
Eu Cantei melodias que NÃo conhecia.
Fiz poemas, chorei Rios, ibernei.
Não sei quando vou morrer, sei que Morro aos poucos.
Aos poucos entendo o que é a Vida.

domingo, 20 de novembro de 2016

Viver é bom.
É doce viver e amar
Morrer é bom.
É doce morrer no mar
Viver e amar no mar.
Morrer e amar no mar.
Um dia a gente sofre e chora
No outro bebe Coca Cola
Um dia a gente sai fora
Ri a toa
Fica Na boa
Depois a gente vai embora
Em boa hora
A gente corre,
A gente morre

segunda-feira, 24 de outubro de 2016

Teimosia


Eu preciso dizer que te amo
Mas eu não vou dizer.
Eu não vou dizer...
Eu preciso das tuas horas
Do teu tempo,
Do teu silêncio
Mas você nunca vai saber
Não vou deixar você
saber.
Estou cansada,
Pensativa,
Calada.
Eu preciso dizer tanta coisa...
Não vou falar de
saudade,
De dor, nem de tristeza.
Prefiro a calma da minha alma
Não preciso dizer
Não quero dizer
Não vou dizer
Sou assim teimosa
Orgulhosa, temerosa
Não falo de flores nem de espinhos
Quero a liberdade do canto dos passarinhos
Eu preciso dizer que te amo
Mas eu prefiro
Dormir um pouco
Descansar meu cansaço
Esquecer essa dor intensa
Meu coração prefere o canto
Um vago acalanto.






domingo, 23 de outubro de 2016

Eu sei quem vc é
Eu não sei quem eu sou
Eu sei me esconder mais que vc.
A gente tem muita classe e sabe como soltar os cachorros
Eu sei quem somos
Mas não sei o que se
rá de nós.



É preciso saber o que dizer quando o silêncio termina.
É preciso saber calar quando a dor fulmina.




Não quero que vc me esqueça
Não quero que me abandone
Eu já me esqueci
Eu me abandonei
Eu não quero que vc morra
Eu estou livre hj e posso morrer por vc
Na estrada passa um animal, ele não tem nada de especial. Ele vai calado e quieto e triste, como eu e vc.




Eu vou embora e só volto depois que o calor me matar. 
Chega de saudade, eu preciso dormir um pouco.
Vou devolver as minhas chaves, tô precisando de férias, não quero mais andar na contramão.
Tô cansada de ser enganada, vou botar meu bloco na rua.
Ano passado eu morri, ano que vem eu vou pra suiça, 
Boa noite, bonsoir! Apague as luzes tá na hora de derreter.
Preciso falar com vc, preciso que vc me congele, a gente precisa se divertir um pouco.




Vi
Vi um
Vi um ponto
Vi vc
Vi você a me olhar
Vi nós dois
Sozinhos , escondidos, impossíveis!






sábado, 24 de setembro de 2016

Poema aos pedaços

Eu estou despedaçada.
Não existe uma criatura como eu.
Tão confusa
Tão difícil 
Tão anormal.
Uma criatura assim
Aos cacos
Eu estou aos pedaços, e triste.
Quero morrer hoje e amanhã
Mas depois de amanhã preciso pinçar as sobrancelhas.
Despedaçada, eu estou, e triste
Eu existo, mas preciso morrer agora
Depois eu quero juntar meus pedaços
Pra brincar na neve.
Eu estou despedaçada
Apaixonada, confusa, desesperada e triste.

quarta-feira, 21 de setembro de 2016

EU VOU EMBORA.
NÃO TENTE ME IMPEDIR!
VOU EMBORA
AGORA!
EMBORA, EM BOA HORA.
NÃO QUERO PENSAR, NEM CHORAR.
NÃO QUERO MORRER MAIS NEM UM SEGUNDO.
QUERO IR EMBORA, ME DEIXE IR EM PAZ!
PARE DE ME ENGOLIR
PARE DE ME SANGRAR
EU PRECISO DE VOCÊ POR PERTO
FIQUE COMIGO NOS MEUS SONHOS

SÓ ASSIM POSSO TER VOCÊ DE VERDADE.

quinta-feira, 15 de setembro de 2016

Sempre me sinto assim,
tenho vontade de ir embora.
Só ir embora!
Tenho vontade de pegar o trem e partir
Ir e continuar indo para sempre.
Pra sempre!...

quarta-feira, 14 de setembro de 2016

CANÇÃO DE PRIMAVERA



Para Vírginia
Quando ela chega, chegam as  borboletas, chega a alegria.
Quando ela chega, chega uma leve brisa, e o sol brilha agradável!
Quando ela chega, chega doce , colorida.
Chega delicada , perfumada.
Quando ela chega, chega  uma música suave,
 Dançam os passarinhos.

Quando ela chega, o amor está no ar,  a vida descansa renovada
Quando ela chega o coração aformoseia, os campos florescem muito mais
O céu é mais azul.

Quando ela chega, versos se compõem.
Quando ela chega,  a esperança se alimenta
O poeta se inspira,  o coração transborda ternura

Quando ela chega, chega mansa e  cálida
Só ela chega assim exalando encantamento
Quando ela chega , chega o vento, a paixão e o contentamento

Cobre minh’alma de pétalas
Colore  meu olhar
Me faz  quimera
Bela e sincera

Me faz risos.
Primavera.       

Margarida

Não diga o que eu devo fazer.
Eu sei o que devo fazer
Não me diga o que devo falar
Eu sei bem o que dizer.
Não me diga como devo me comportar.
Eu sou discreta, eu sei a hora certa de entrar e depois me retirar.
Não me diga como viver a minha vida , Viva você a sua vida.
Eu estou na sua frente, bem à frente, lá na frente!
A gente não combina, eu sou mais eu, muito diferente de tudo o que pensa.
Eu sou simplesmente eu, eu sou uma margarida.

sábado, 10 de setembro de 2016

E se eu morresse?


Se eu morresse?
o que eu faria?
Se eu morresse?
o que eu pensaria?
E se eu morresse agora?
muitas verdades eu lhe diria.
E se eu morresse mesmo?
E se eu morresse hoje?
E se eu morresse ontem
E se eu morresse outrora?
E se eu morresse nunca mais?
Talvez eu descobrisse todos os seus segredos
e contasse pra todo mundo.
Seus segredos seriam os meus segredos e eu morreria de vergonha.
E se eu morresse?
E se eu morresse? Ah! eu me mataria.

segunda-feira, 18 de julho de 2016

Devaneios

Não estou convencida de nada.
Sei um pouquinho só ou quase tudo.
Não pense que me engana, é engano seu.
Disse que sou maluca e que não sei o que estou a dizer; verdade!
Não sei o que estou falando.
Não quero saber!
Fique com as suas certezas e me deixe com meus devaneios!

Enquanto setembro não chega.

Quero apenas navegar, esquecer as águas passadas.
Elas não movem mais o moinho.
Quero divagar, perambular enquanto o ônibus não vem e setembro não chega.

sábado, 16 de julho de 2016

SOLIDÃO

VIM BUSCAR CORAGEM, NÃO QUERO MAIS.
VIM FALAR A VERDADE, ESQUECI.
VIM DESCANSAR O MEU CORPO, NÃO POSSO MAIS MORRER.
ONDE ESTÁ O MEU SORRISO
ONDE ANDARÁ MEU SONHO DE OUTRORA?
PENSO QUE SOU PASSADO, NÃO TENHO MEDO.
NÃO TENHO CORPO, NÃO SOU MAIS CARNE.
SOU SOLIDÃO...

terça-feira, 15 de dezembro de 2015

http://www.asabeca.com.br/home.php
Scortecci Editora - Contos - Formato 14 x 21 cm - 1ª edição - 2015 - 204 páginas

quarta-feira, 9 de dezembro de 2015

Doida

Eu fico doida
Eu entro em desespero
Eu peço a Deus misericórdia
Eu oro
Eu choro.
Eu penso na nossa vida
Eu enlouqueço.
  
Eu me desespero
Eu fico deprimida
Eu me esqueço
Eu me despeço
Eu imploro
Eu choro

Eu não sei pra onde vou
Eu não sei quem sou

Eu falo a verdade
Eu minto
Eu grito impropérios
Eu vomito asneiras

Eu tenho medo
Eu vou com a cara e a coragem
Eu dou com os burro n’àgua.


Eu peço a Deus  misericórdia
Eu não tenho compromisso
Eu não tenho piedade
Eu não sei  o que quero, nem o que faço.

Eu tenho alucinações
Eu quero morrer todo dia
Eu penso fugir
Eu  escarneço

Eu fico babélica
Eu fico angustiada
Eu fico vazia
Eu fico doida.




domingo, 6 de dezembro de 2015

DESESPÊRO

Procuro um verso,
Procuro uma canção.
Chamo o vento,
Deito ao relento.
Penso no vazio,
Esqueço que sou o mundo,
Esqueço que sou o nada.
Perco a paciência,
Choro de dor,
Rasgo-me em desespero.
Odeio seu ódio eterno.
Chamo-te baixinho,
Não me escutas e eu choro.
Conheço bem a sua história,

Me perco em meus recônditos.

segunda-feira, 30 de novembro de 2015

Saudade

Eu tenho medo da saudade que eu nunca senti
Tenho saudade do que ainda está porvir
Não almejo que ninguém volte
Não desejo que você se vá
Não quero saber do futuro
Quero viver o presente, só ele importa agora.

Eu tenho medo da saudade que eu nunca senti
Tenho saudade do que ainda está porvir
Não sinto falta de promessas
Não me importo com o que já foi
Foi bom e eu já curti.
Eu quero o que estou fazendo agora
Olhos me olhando
Braços me abraçando

Eu tenho medo da saudade que eu nunca senti
Tenho saudade do que ainda está porvir
O passado não tem graça
O futuro não está aqui agora
Eu sou o presente, o momento
A hora, o minuto e cada segundo.

Eu tenho medo da saudade que eu nunca senti
Tenho saudade do que ainda está porvir
O amor que eu sinto
O carinho que recebo

O olhar dizendo-me sempre sim.

quinta-feira, 19 de novembro de 2015

EU SINTO VONTADE DE NÃO SEI O QUE.
EU SINTO FALTA DE NÃO SEI O QUE.
EU NÃO SEI O QUE .
EU NÃO SEI O QUE.
EU NÃO SEI O QUE QUERO!
EU NÃO SEI O QUE FAÇO!
EU NÃO SEI VIVER SEM O SEU ABRAÇO!
EU NÃO SEI.
EU NÃO SEI.

domingo, 15 de novembro de 2015

A MORTE DO RIO DOCE



OH! DOCE RIO DOCE!
QUE TRISTEZA ME DÁ!
VER ESSA LAMA TE CONSUMINDO..
QUE TRISTEZA ME DÁ
VER A VIDA SE ESVAINDO.
OH! DOCE RIO DOCE!
QUANTA DOR EU SINTO, FICO CONSTERNADA.
DENTRO DO MEU PEITO UMA DOR SUFOCADA.
A VIDA NO RIO ESTÁ SOTERRADA.


ESTA LAMA O RIO CIMENTOU
ESTA LAMA O RIO ACINZENTOU
AH! DOCE RIO DOCE!
QUE TRISTEZA ME DÁ!

AH! DOCE RIO DOCE!
QUISERA EU TER FORÇA ,TER PODER
E ESSE MINÉRIO REVOLVER
ESSA TRAGÉDIA RETROCEDER
 E A VIDA TE DEVOLVER

AH! DOCE RIO DOCE!
QUE TRISTEZA ME DÁ!





terça-feira, 10 de novembro de 2015

Ontem já morremos de sede

Eu Não Sei quem eu Sou
E nem sei que você é.
Não adianta se esconder
Você não vai me encontrar.
Eu não quero mais uma chance
Você se perdeu em devaneios.
Vamos chover hoje a noite porque ontem já morremos de sede
Vamos dançar até cair no chão, vamos cantar qualquer canção.

Eu nem sei que horas são...

É difícil ser eu mesma;
Eu tenho que me enfrentar todos os dias.
Eu tenho conversas comigo mesma e não chego a nenhuma conclusão.
Eu tenho vergonha de mim,
Eu tenho medo de mim,
Eu me adoro.
Eu mato um leão feroz todos os dias e cada um é mais feroz que o outro.
Eu tenho um espinho na carne, mas que espinho é esse meu Deus?
Eu tenho pensamentos loucos contra mim mesma,
Eu salvo a minha pele todos os dias.
Eu nunca tenho certeza do que digo
Eu nem sei o que estou dizendo agora!
Eu preciso ir embora, mas nem sei que horas são...

sábado, 7 de novembro de 2015

Um Pensamento

As horas passam e o meu pensamento não muda.
Há dias eu só tenho um pensamento.
Eu tenho vergonha de mim.
Eu tenho medo de mim.
Eu não sei  o que te dizer.
Eu não sei o que morrer.
Parece que o mundo está gritando dentro de mim.
Eu não sei o que olhar.
eu não sei o que chorar.. 

Perdida em você

Sinto que estou perdida
Perdida em você dentro de mim.
Dentro de mim você corta os meus pulsos.
Dá um nó em meus pensamentos.
Me faz sentir prisoneira.
Me faz morrer aos poucos.
Sinto que estou perdida dentro de você.
Abro os olhos e não te escuto
Me perco em você dentro de mim
Não tenho utilidade, não tenho vontades.
Estou perdida, em pedaços, cega
Sem alma , sem sangue.

quinta-feira, 22 de outubro de 2015

FALAR E CALAR PODE SER A MESMA COISA QUANDO VC SABE EXATAMENTE O QUE DIZER.
ME CALE,
ME FALE.
CALE O QUE NÃO PRECISA FALAR.
FALE O QUE NÃO PODE CALAR.
EU NÃO QUERO TE OUVIR.
EU CANSEI DE ME CALAR.
EU VOU TE CALAR.
EU PRECISO TE FALAR.
VOCÊ VAI ME OUVIR CALAR.
CALE ,
NÃO HÁ DIFERENÇA
FALE,
NÃO FAZ DIFERENÇA.

segunda-feira, 13 de julho de 2015

Acabou

Estou preocupada
Estou com saudade
Estou apaixonada
Estou lascada
Estou encrencada
Estou sem saída
Estou engarrafada
Pode me beber
 Me beba até a última gota
Acabou...

Feliz

Não quero
Não quero não
Não! Não quero mesmo!
Não!!!!!!!Não quero
Não quero não
Não! Não quero mesmo!
Não!!!!!!!
Eu quero é botar meu bloco na rua,
Eu quero comer
Eu quero preguiça
Quero ser feliz
Quero me afogar.
Eu quero colo
Quero esquecer tudo
Quero descansar.
Não quero
Não quero não
Não! Não quero mesmo!
Não!!!!!!!Não quero
Não quero não
Não! Não quero mesmo!
Não!!!!!!!
Eu só quero ser feliz e viver tranquila
Eu só quero ser feliz de um jeito simples
Eu não quero ter razão. Eu quero ser feliz.
Não quero
Não quero não
Não! Não quero mesmo!
Não!!!!!!!Não quero
Não quero não
Não! Não quero mesmo!
Não!!!!!!!
Eu sou , eu estou FELIZ!

sábado, 13 de junho de 2015

Prefiro o silencio do teu olhar

Palavras me engasgam
Palavras não bastam
Eu quero ensurdecer
São tantas palavras
São tantos desejos
Eu quero emudecer
Não quero palavras
Não quero desejos
Prefiro o silencio do teu olhar

quarta-feira, 3 de junho de 2015

Ontem eu morri.
Hoje eu me bebi
Saí pela porta dos fundos.
Corri pelos matagais e me lanhei.
Quebrei meus ossos
Sangrei loucamente meu sangue até a última gota.
Ontem eu morri
Hoje eu me bebi
Sentei no chão e baguncei meus cabelos
Tire as mãos do meu cabelo!!!
Quero só você perto de mim hoje!
Não consigo entrar, acho que perdi a chave de mim.
Eu morri
Não quero assistir a primavera da janela
Vou cuspir você na minha cara ,
Vou jogar fora sentimentos
Vou morrer de novo amanhã
E acordar novamente dentro de você.
Tenho uma dor que muito me dói
Um espinho em minha carne
um espinho crudelíssimo
Tenho uma dor que me destrói.
Tenho uma alegria fantástica
Tenho uma alegria notável que me deixa doida.
Uma alegria , um entusiasmo, um prazer imensurável.
Tenho em mim uma loucura
Uma insanidade, um desatino.
Tenho em mim um sossego
Tenho em mim uma paz, um amolecimento meu
e tenho um receio, uma agitação.
Eu não sou nada disso. É isso que eu sou.
Penso que estou apaixonada
Penso que te amo.
Penso em você
Penso,penso,penso,penso,penso,penso,penso.
Descabelo, bebo, como, grito, corro, choro, me irrito.
Penso em você,
Penso em mim,
Tenho pena de mim.
Vou embora e não volto mais.
Às vezes a dor me dói
Eu não sei o que pensar.
Fico parada
Fico sozinha
Fico doendo
Remoendo
Me esfolo
E de repente mando tudo às favas.
Já tive medo, ñ tenho mais.
Já tive fome, ñ tenho mais.
Já tive dor, ñ tenho mais.
Ñ tenho medo de ser feliz.
Acredito na vida, acredito no amor.
Viver é arte, e é preciso ter talento
Se fico triste, fico muito triste.
Se fico doida, fico muito doida.
Se fico com fome, faminta.
Se fico com sede, bebo.
Se fico alegre, é muita alegria.
Se fico brava, violenta.
Se fico louca, enlouquecidamente fico.
Eu sou muito
Eu sou exagerada.
Eu me lambuzo!
Não sou o que sou, nem sei o que sou.
Quem sou eu afinal?
Não sou o que penso, nem o que pensam que eu sou.
Não sei, não sei, não sei.
Quem sou eu? O que sou?